quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Recebidos de Dezembro

E o ano acaba e a pilha de acumulados e recebidos continua! Dessa vez, a listinha tá assim: presentinho de amigo oculto + brinde do Cinemark + livro made in Biblioteca + troca literária + parceria com Editora. Será que dou conta até o fim do ano? Façam suas apostas! :D


Jeffrey Brown, A Princesinha de Vader. SP: Aleph, 2015.

Sempre vi essa coleção nas livrarias mas só agora é que ganhei um exemplar! Aqui no Rio a rede Cinemark está oferecendo este brinde para quem adquirir um cartão fidelidade com o ingresso de qualquer sessão de cinema. Como demorei a assistir Jogos Vorazes, 'cheguei a tempo' (assisti na semana passada) para aproveitar este período promocional da rede. Que bom! :)

Bem, quanto ao livrinho em si, não é uma HQ no sentido tradicional/sequencial pois há várias ilustrações 'independentes', sem muita conexão com as páginas seguintes. Mas é um livro bem simpático, muito bem ilustrado e certamente um ótimo presente para todas as idades!


Sinopse: Nesta irresistível e engraçada obra, da mesma coleção de Darth Vader e Filho, Vader, Senhor Sombrio dos Sith e líder do Império Galáctico, enfrenta os dramas, alegrias e mudanças de humor de sua filha Leia e acompanha a transformação de uma doce menina em uma adolescente rebelde.


Boris Fausto, O Brilho do Bronze. SP: Cosac Naify, 2014.

Recebi este livro em uma troca literária com a Lunna Guedes lá no Instagram. Não conheço o trabalho anterior do autor mas é um título bem comentado dentre os últimos da Cosac Naify, então, acredito que seja uma leitura para em breve compartilhar aqui com vocês! Aguardemos :)


Sinopse: Diante da morte da esposa, com quem foi casado por 49 anos, o historiador Boris Fausto decide revisitar um hábito da juventude e escreve um diário. A princípio voltado a reflexões dolorosas acerca do luto, os escritos pouco a pouco se abrem para o cotidiano concreto, ainda que envolto pela marca da ausência. O resultado revela um olhar crítico e atento à vida contemporânea, permeado pelo senso de humor inabalável do autor.


Publicações da 11 Editora, parceira do Blog:  
O Conto Modal, de Potyguara Alencar - confira a entrevista com o autor
Outras Vozes, de Plínio Camillo - teaser do livro

A 11 Editora é uma jovem casa editorial paulista que tem em seu catálogo autores independentes e publicações dedicadas ao conto, ensaio e também poesia. Nos títulos que recebemos, os autores compartilham pesquisas e vivências no campo da Antropologia e da Sociologia em enredos que versam a realidade brasileira com alguma ficção e certamente afeto. Cada livro é como uma 'voz inversa', onde o lugar do narrador é ocupado por personagens e culturas comumente silenciados em nossa literatura e convívio, como por exemplo o universo afrodescendente e o das religiões não-ocidentais em seus ritos e liturgia. Ambos os livros possuem escrita densa e reflexiva, sendo uma experiência de leitura especial não apenas para os universitários de Humanas, mas para todos os que desejam conhecer uma literatura que ultrapassa as fronteiras do senso comum e da comum empatia.


Sinopse: "O Conto Modal é uma tentativa da “escrita zerada”: texto feito para que a estrutura do conto proteste para ser prevalecente sobre o próprio belo visual da história. São textos de caça ao olhar, prosas que pedem para ser apreciadas como propostas de liberdade de escrita."


Sinopse: "Neste livro construído a partir de uma sequência de contos cuja narrativa muitas vezes flerta com a sonoridade do poema, Plinio Camillo nos transporta para variados cenários e enredos, desde a vinda nos navios negreiros e o trabalho nas fazendas, passando pelos “negros de estimação”, até os alforriados que trabalhavam nas cidades e os mestiços protegidos pelos pais que não os podiam assumir e moravam nos fundos da Casa Grande com certos privilégios."


Jandy Nelson, The Sky is Everywhere. Também lançado pela Novo Conceito com o título O céu está em todo lugar em 2012.

De tanto o Blog Vida e Letras recomendar o Eu te darei o sol (já está no topo da wishlist de 2016, Diego! rs), encontrei na biblioteca mais esse título da Jandy Nelson, lançado também há alguns anos pela Novo Conceito. Nesta obra, apesar de sua protagonista lidar com uma grande perda logo no início da história (a morte de sua irmã), The Sky is Everywhere se distancia da sick-lit ao apresentar um enredo onde o próprio cotidiano, o convívio com seus familiares e também a rotina da escola contribuirão para que Lennie Walker consiga aos poucos lidar com seus temores e conflitos. Lennie também recorre ao diário e à poesia para externar toda esta falta de sentido; no livro, há diversas ilustrações desses escritos, mas só ao final da história entenderemos o motivo destes tantos fragmentos de Lennie assim espalhados pelas páginas.

Aceitam um spoiler? É uma história de superação. Com direito a romancinho :) Hehe
 

"My sister will die over and over again for the rest of my life. Grief is forever. It doesn't go away.; it becomes part of you, step by step, breath for breath. I will never stop grieving Bailey because I will never stop loving her. That's just how it is. Grief and love are cojoined , you don't get one without the other. All I can do is love her and love the world, emulate her by living with daring and spirit and joy." (p. 291)


Sarah Ockler, Vinte Garotos no Verão. SP: Novo Conceito, 2014

Ganhei este livro em um Amigo Oculto Literário onde os seguintes blogs trocaram cartinhas e mimos neste mês de dezembro: A menina que não para de ler; Blog da Hida; Cantinho de Leitura da Mari; Entre Páginas; Meu Jardim de Livros; Mundo Sublinhado; Psicose Literária; Sure, we have a Blog; Um dia me livro e Vida e Letras. Quem me sorteou foi a Sora, do Meu Jardim de Livros, e só pela sinopse eu amei o presente! :) Espero em breve compartilhar uma resenha com vocês também!
 

Sinopse: Segundo a melhor amiga de Anna, Frankie, vinte dias na praia é a oportunidade perfeita para fazer algumas loucuras. Se elas conhecessem um garoto por dia, haveria uma boa chance de Anna viver o seu primeiro amor de verão. Anna aceita entrar na brincadeira, mas há algo que não contou a Frankie: ela já teve o seu amor, e era o irmão mais velho da própria Frankie, Matt. Um pouco antes de ele morrer tragicamente. Este livro honesto e emocionante fala sobre o significado de amar alguém, sobre o luto e, especialmente, sobre aproveitar ao máximo cada momento que este mundo pode nos oferecer.


E vocês, já leram algum desses títulos? Compartilhem com a gente! :)
6 comentários on "Recebidos de Dezembro"
  1. Eu não li nenhum desses títulos, mas já gostei de todos apenas pela sinopse. Que fofo o presente da Sora :) Adorei ;)
    Eu tirei ela no amigo. E obrigada por fazer remissão dos nossos blogs ;)
    Desejo um 2016 repleto de ótimas experiências literárias e boas parcerias.
    :*

    ResponderExcluir
  2. Oi Rebeca! Não li ainda, mas confesso que bateu a curiosidade por alguns, principalmente O Brilho do Bronze, porque eu curto a ideia de diários, e Vinte Garotos no Verão, que parece mais profundo do que se pode imaginar à primeira vista.
    Que em 2016 muitas leituras te surpreendam e ótimas oportunidades surjam por aí!
    Beijo, beijo.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Oi Rebeca!
    Ainda não li dessa lista, mas eu, como uma universitária de Humanas, muito me interessei pelos títulos da 11 Editora.
    Esse livro infantil, A Princesinha de Vader, é uma fofura só! Dei uma folheada nele quando estive na livraria para escolher um livro para um amigo que é fã da saga. Escolhi o outro dessa série, Darth Vader e Filho.
    Abraços.
    Minhas Impressões

    ResponderExcluir
  5. Aí meu Deus.Como me sinto feliz de você ter comprado The Sky is everywhere. Espero que se apaixone assim como eu.
    E depois dele leia IMEDIATAMENTE o I'll vive you the sun (Eu te darei o sol), da mesma autora - tem RESENHA sobre ele lá no Blog.
    Também ganhei brinde do cinemark, mas ganhei o copo de StarWars e é apaixonante também. Adoro essas regalias. (Rs.).
    No mais, boas leituras e um ano super satisfatório na literatura pra você, Reb.

    Bjux.
    Diego, Blog Vida e Letras
    www.blogvidaeletra.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Rebeca!

    Estou atrás dessa Princesinha de Vader há um tempão... Nossa, essa frase ficou estranha... Parece que sou um perseguidor do império! ahahahah
    Na verdade verdadeira, acho caro demais para uma HQ. Essa é a razão pela qual eu ainda não o comprei. Tudo bem que é Star Wars, mas espero ansiosamente que esse livro e os outros dois (Vader e filho e Academia Jedi) entrem em promoção. Já todos os outros livros "sérios" da Aleph de Star Wars estão todos aqui na minha estante! Não resisti!

    Marcos
    Cantinho de Leitura da Mari

    ResponderExcluir

Custom Post Signature