sábado, 24 de dezembro de 2016

Uma semana e(m) um dia # 10 | Especial de Natal


Rebeca: Sim, você ainda pode gostar do Natal, assim como da procissão que passa pelo bairro e do Coral que se apresenta no shopping, no coreto e na Igreja perto de casa. Talvez as pessoas nos achassem mais legais (tanto nós-do-blog como você que se identifica com o memorial de hoje) se ao invés de cultivarmos tradições escolhêssemos falar de alguma bandeira contemporânea, mas... como chegamos ao vinte e cinco de dezembro, vamos conversar um pouquinho sobre a data sim.

Mas ok, entendo quem diz que "não há datas comemorativas que atendam a todos os grupos de crença deste país"; no entanto, entendo também que, enquanto carioca, não há a menor chance de minha aversão ao calor e aos blocos ter algum valor durante o tradicional verão carnavalesco do Rio. Ou seja: não dá pra simplesmente comparar o Brasil com a Suécia ("queremos ser laicos, ricos e lindos em 3, 2...") e muito menos acreditar que tradições irão para a lata do lixo com uma revolução no Facebook.

Uma coisa que podemos ter certeza é: o ser humano sempre irá discordar e se aborrecer com a política local, a arbitrariedade dos feriados e o gosto e crença dos familiares e amiguinhos. Não tem muito jeito, e não é só no Natal que acontece isso.

Uma segunda coisa que podemos ter certeza também: não nos tornamos mais legais ou menos chatos por gostarmos ou não de celebrações antigas. Continuamos sendo apenas pessoas que escolheram gostar ou não de tradições, não importa se a da ceia em família ou a daquela folga no feriadão pra curtir um netflix sozinho. Até porque, a fragilidade de nossas relações não é culpa de Deus, é nossa mesmo. Então, neste décimo post da série Uma semana e(m) um dia, vamos celebrar o panetone, a árvore de Natal, o Papai Noel, Jesus e, principalmente, a caridade. E ao invés de postarmos comentários sobre a nossa semana, resolvemos compartilhar alguns links de instituições e projetos que precisam muito de nossa colaboração e voluntariado. Vamos ajudar? <3

Ah! E claro, não poderíamos fechar esse post sem nossos melhores votos de Mais Amor e Mais Chocotones, pra todos nós, pra todo mundo, por favor :)



Bruno: Não me importo muito se a data é em homenagem ao deus Mitra ou se parte do simbolismo vem da cultura nórdica, o que importa é que o Natal reforça (ou ao menos deveria) nossas tradições cristãs. Sendo assim, nada mais cristão do que ajudar o próximo, e é com essa ideia que eu sempre que posso ajudo algumas instituições ou pessoas que necessitam de suporte; sempre acho que a igreja próxima, a vizinha desempregada, algum idoso que precisa de um ombro amigo, sendo parente ou não, devem ser os primeiros a receber nossa atenção. Porém, vou aqui falar de causas que qualquer um pode conhecer e ajudar, e estas foram as instituições que eu ajudei nesse fim de ano:

Associação dos Pintores com a Boca e os Pés

O trabalho dessa associação é maravilhoso, produzindo excelentes artistas que só podem pintar com a boca ou os pés devido a alguma deficiência. Você pode, inclusive, adquirir cartões muito bonitos com as obras desses pintores. Vale a pena conferir o site e ajudar!

 


Sobre: A Associação dos Pintores com a Boca e os Pés, fundada em 1956 por Erich Stegmann, tem proporcionado uma condição de vida independente para os seus membros, verdadeiros artistas, que não podem fazer o uso de suas mãos para a prática da pintura. Todos os artistas membros dessa Associação Internacional se beneficiam da venda da reprodução de suas pinturas transformadas em cartões de Natal, calendários e outras peças de grande expressão artística.


Suipa


Mesmo sendo uma instituição de causa animal, não tenho como deixar de falar da instituição que eu (tento) ajudar todo mês. Acho que todo mundo conhece o trabalho deles pela mídia, mas quem é do Rio e já conheceu a realidade da Suipa de perto sabe o quanto eles necessitam de ajuda para esse trabalho maravilhoso.

Sobre: Com 73 anos de existência, completados em Abril de 2016, a SUIPA permanece viva, como uma entidade particular, não eutanásica, sem fins lucrativos, e de utilidade pública. Além do abrigo, a SUIPA mantém em sua sede uma Assistência Veterinária, com preços populares, para que todas as pessoas possam cuidar de seus animais de estimação, de segunda a domingo e também nos feriados. A receita arrecadada, na Assistência Veterinária, é direcionada para cobrir diversas despesas da Entidade.



A Arte Salva

Rebeca: Encontrei recentemente no Instagram a iniciativa social A Arte Salva, idealizada pela atriz Karina Duarte, cujo projeto ampara crianças da favela 4 Rodas, localizada no antigo maior lixão da América Latina, em Jardim Gramacho, no bairro de Duque de Caxias aqui no Rio. Através do amor pela arte, o grupo promove aulas para as crianças da comunidade, sempre com a esperança de que a arte pode curar e transformar vidas.

Até 20 de janeiro você pode contribuir com o projeto A Arte Salva através do site vakinha.com, ou entrar em contato pelo e-mail contato@aartesalva.com para saber a melhor forma de realizar sua doação.
 


Lar Betânia

Regiane: Aqui em Ferraz de Vasconcelos / SP uma instituição muito conhecida é o Lar Betânia, uma organização não governamental (ONG) sem fins lucrativos que há 45 anos acolhe crianças e adolescentes vítimas de abandono, maus tratos físicos e psíquicos, em situação de exploração e do trabalho infantil, encaminhados tanto pelo Fórum como pelo Conselho Tutelar da cidade de Ferraz de Vasconcelos. 

Você pode entrar em contato com a instituição pelo email faleconosco@larbetania.com.br ou realizar uma doação pelo Banco Bradesco - Agencia: 0165-1 - Conta Corrente: 60830-0
 


E você, gostaria de indicar alguma instituição pra gente? Compartilha o link nos comentários :)
Be First to Post Comment !
Postar um comentário

Custom Post Signature