[Novidades das Editoras] As Bibliotecas de Maria Bonomi e a Revista LIVRO 6 | Ateliê Editorial

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Neste início de maio, a Sala Multiuso da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, localizada no Campus da Universidade de São Paulo, inaugurou a exposição "As bibliotecas de Maria Bonomi", apresentando xilogravuras da artista produzidas ao longo de sua trajetória, assim como ilustrações que a artista produziu para o conhecido livro Ou Isto ou Aquilo, de Cecília Meireles. A exposição fica em cartaz de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 18h30, até o dia 26 de maio.

Em paralelo a exposição, o Ateliê Editorial publicou a sexta edição da revista Livro, que reúne 23 gravuras de Maria Bonomi feitas especialmente para a publicação do Núcleo de Estudos do Livro e da Edição da USP. Neste trabalho, a artista realizou um trabalho em gravura a partir de uma seleção de imagens de bibliotecas de diversos países do mundo que a artista visitou e pesquisou.

Para conhecer um pouco mais do trabalho de Maria Bonomi e da gravura como processo artístico, vale assistir o vídeo realizado pelo Instituto Arte na Escola, disponível em seu canal no Youtube:


E claro, não deixe de conhecer os trabalhos da artista publicados na edição nº 6 da Revista Livro :)

Sobre a revista: Ilustrada por gravuras da artista plástica ítalo-brasileira Maria Bonomi ao longo de suas páginas, a nova edição da revista Livro, uma publicação anual do Núcleo de Estudos do Livro e da Edição da Universidade de São Paulo (NELE/USP), oferece uma "experiência sensorial vibrante", nas palavras de seus editores, Marisa Midori Deaecto e Plinio Martins Filho.

Em seu sexto número, a obra traz texto inédito de Donaldo Schüler, mestre-tradutor de Homero e James Joyce; e artigo de Yann Sodert, ex-diretor da Biblioteca Mazarine (França), que apresenta uma abordagem histórica sobre catalografia e suas curiosidades ao longo dos tempos.

Livro nº 6 reflete, entre outros pontos, a respeito da leitura do jornal, e traz a reconstrução de um importante capítulo da história editorial brasileira: a trajetória de Jorge Zahar e a revolucionária coleção Biblioteca de Ciências Sociais. Esta edição levanta, ainda, questões relacionadas à crise cultural do impresso, ao analisar a função das bibliotecas atualmente.

Resultado do esforço coletivo de professores, pesquisadores e profissionais dedicados ao estudo da palavra, a publicação tem como finalidade conduzir o leitor a uma reflexão sobre a difusão de pesquisas que têm a palavra impressa como seu objeto principal. Desde seu número de estreia, Livro busca cobrir os ciclos de vida do impresso no Brasil e no mundo. A cada número da revista é escolhido um artista gráfico para ilustrá-la.

Os interessados em adquirir a Livro nº6 podem fazê-lo pelo site da editora e ou em grandes livrarias.
Post Comment
Postar um comentário

Auto Post Signature