navegar pelo menu
agosto 09, 2018

O Colecionador de Memórias - Cecelia Ahern | Novo Conceito | Por: Thaís Oliveira



Olá, pessoal! Tudo bem?

Chegando com mais um resenha de um livro que gostei muito. Uma história daquelas que mexe com  o nosso emocional, dando uma cutucada de leve e nos lembrando que nem sempre conhecemos de verdade aqueles que estão próximos da gente. E, até mesmo, o quanto nos anulamos para que os outros não nos conheçam realmente. Confuso? Então, confere a resenha e vamos conversar mais sobre.

O Colecionador de Memórias -  Cecelia Ahern | Novo Conceito

Sinopse: Quando Sabrina Boggs tropeça em uma misteriosa coleção de bolinhas de gude que pertencia ao seu pai, percebe que não sabe nada sobre o homem com quem cresceu. É uma coleção valiosa e incomum – incomum se ela pensar no homem que sempre conheceu. No entanto, há algo real lá dentro, muito verdadeiro sobre seu pai, ou sobre a criança que ele fora.

Sabrina só tem vinte e quatro horas para descobrir os segredos do homem que ela pensava conhecer. Um dia para exumar memórias, histórias e pessoas que não sabia existirem. Um dia que a mudará para sempre.

Fazendo uma busca pelas memórias de seu pai, Sabrina persegue uma busca de identidade; os segredos que ela trará à tona irão mudar tudo o que dava por certo em sua vida. Mas se seu pai não é o homem que ela achou que fosse, quem é a própria Sabrina?


Com a escrita impecável de Cecelia Ahern, acompanhamos as narrativas de dois personagens. Fergus e Sabrina Boggs, pai e filha. Ele vive em uma casa de repouso desde que sofreu um AVC e, consequentemente, perdeu parte da memória. Através dos relatos dele, conhecemos seu passado, aquele que poucos conhecem. Dos detalhes de sua infância até chegar à fase adulta que escondeu por receio de não ser aceito. Com Sabrina Boggs, descobrimos junto com ela o que o pai tanto amava e fez questão de esconder. Através de uma linda e preciosa coleção de bolinhas de gude, Sabrina busca conhecer e saber mais sobre esse hobby do pai e do porquê de tanto mistério. 

Talvez passe pela cabeça que algumas bolinhas de gude não sejam um motivo grande para tanto mistério. Pode-se pensar que uma brincadeira de criança seja algo tão leve que não há a necessidade para se criar um enredo baseado nisso e, mais ainda, que possa se tirar algo para refletir. Mas o que Ahern fez muito bem nessa história foi nos mostrar como uma paixão pode dar mais motivação para nossa vida. Também que, se reprimimos essa paixão, acabamos vivendo pela metade, não sendo nós mesmos. Além de um drama familiar vivido desde sua infância, Fergus nos mostra como foi crescendo seu amor pelas bolinhas e como foi se tornando um dos melhores jogadores, participando de torneios mundiais, inclusive. Mas, acreditem. Parecia que ele tinha duas vidas. Uma era do homem que levava essa habilidade com as bolinhas de gude a sério. Mantinha sua coleção como um tesouro e ainda podia se deliciar em torneios, onde encontrava outros apaixonados. A outra vida era do homem tranquilo, trabalhador, pai de família que suava para sustentar a casa. Era essa pessoa que Sabrina conhecia. Um pai dedicado, amoroso, mas que se escondeu e nunca revelou o seu outro lado.

"Contar a Sabrina sobre isso, seria lhe dizer que eu a excluí, assim como a sua mãe, de uma parte de minha vida, por tanto tempo, que eu menti para as duas pessoas mais próximas de mim e em quem eu deveria confiar e permitir que confiassem em mim."


Sabrina, casada, com filhos e tem um emprego que é sempre mais do mesmo. Como salva-vidas na piscina de uma casa de repouso, sua ocupação não tem muita emoção. Nada acontece de novo e em casa seu casamento está morno. Junto com o marido, frequenta terapia de casal, mas está difícil perceber o que anda acontecendo para que o casamento não esteja lhe dando tantas alegrias. Quando a caixa com os pertences do seu pai, Fergus, chega em sua casa e encontra várias e várias bolinhas de gude, de diferentes materiais e tamanhos e desenhos, e com inventário com valores de cada uma, tipos, nomes e a forma como foram conquistadas, foi difícil acreditar quer pertenciam ao pai, já que em toda a sua existência, nunca tinha ouvido falar nada sobre a coleção, sobre esse hobby. Nunca. Foi com essa surpresa que Sabrina decide ir atrás de mais informações e, a cada nova descoberta sobre o seu pai, Sabrina vai percebendo que há muitas coisas que esconde de si mesma.

Cecelia Ahern conseguiu me envolver do início ao fim. É certo que se trata de uma narrativa lenta mas que, de nenhuma forma, tornou-se cansativa. É leve ao mesmo tempo que se percebe uma carga dramática, mas que ficou bem desenvolvida no enredo. A forma como a autora consegue interligar a história dos dois personagens, complementando-as e, assim, amarrando todos os elementos e mistérios antes levantados, é surpreendente. Foi difícil não me sentir totalmente envolvida por essa história. Uma história de descobertas, redescobertas, autoaceitação e mudança. 

Uma experiência de leitura incrível e que não poderia deixar de compartilhar com vocês. Espero que tenham gostado e que não esqueçam de comentar aqui as suas impressões. Quero muito saber!

Até a próxima!

Bjo, Thaís

9 comentários:

  1. Tudo bem? Eu conheço a escrita da autora e tenho esse livro aqui, apesar de ainda não ter lido.
    As vezes são tantos livros que surgem ao mesmo tempo para leitura que não conseguimos dar conta de todos ao mesmo tempo ou no mesmo mês. Mas ainda pretendo ler.

    Sua resenha está bem objetiva e dá uma prévia muito boa do que esperar do enredo.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Oie karini!
    Tudo bem e você?

    Entendo perfeitamente essa questão de
    "acumular" leituras... rsrs
    Passo vontade demais e acabo deixando pra depois. Mas enfim, uma hora a gente acaba lendo, né?

    Fico feliz que a resenha te agradado. Espero que leia logo e goste tanto quanto eu. Depois me conta, ok?

    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Oi! Tudo bem? Eu vi esse livro na Bienal e fiquei encantada pela capa e com muita vontade de ler. Amei a sua resenha. Vou comprar!
    Beijo,

    Hida

    www.blogdahida.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Hidaiana! Tudo bem e Vc?
      Essa capa é realmente linda e diz muito sobre o enredo da história.
      Vale muito a pena. Espero que você goste assim como eu.
      Obrigada pela visita!
      Bjo

      Excluir
  4. Oi Thais,
    O último livro da autora Cecelia Ahern, famosa por P.S. Eu Te Amo. Amei o filme, mas ainda não li nenhum livro da autora. Nem mesmo o livro homônimo que originou o filme. Tem gente que ama a escrita dele e outros que acham a narrativa dela lenta. Lendo a sua resenha não pude deixar de lembrar do Tootles, o Garoto Perdido que amava suas bolinhas de gude. Não sei se devo ler este livro. Se for ler algo da autora, devo começar por P.S. Eu Te Amo.
    Beijos,
    André | Garotos Perdidos

    ResponderExcluir
  5. Oi, linda!
    Gosto muito de títulos convidativos e esse é um deles.
    Já havia lido algo sobre o livro, mas não havia me interessado tanto como agora.
    Admiro quando uma pessoa consegue trazer na resenha, lições que o livro passa para além da história e, por isso, considero que a introdução da sua resenha ficou maravilhosa.
    Suas fotos também ficaram incríveis! Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Oi! A premissa da história aborda algo tão simples, que me deixou curiosa pelo que há por trás desse segredo. Como não sou muito chegada à histórias de dramas familiares, num primeiro instante pensei que parecia algo bem maçante de se ler, mas com sua descrição acho que darei uma chance. Dica anotada!

    ResponderExcluir
  7. Oii.
    Eu também gostei desse livro,mas confesso que demorei para me conectar com a história. É muito arrastada e precisei de muita persistência para continuar.
    Mas ainda assim é uma história que vale muito a pena ler.
    Abraços, Mary.

    ResponderExcluir
  8. Eu já li outros dois livros desta autora e gostei muito, desde então minha vontade de ler mais obras dela só cresce.
    Este livro eu ainda não conhecia, mas a tua resenha já me deixou ansiosa para lê-lo.

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial