sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Tag dos 50% - Ou: O que aconteceu no meu primeiro semestre literário


Posso dizer que minha relação com o tempo tem um quê de desordenado. Principalmente com o tempo de leitura dos livros - e também com o tempo que a gente demora pra 'superar' um livro. Ou seja, talvez um livro de 2012 receba todo o meu amor no dia de hoje e o lançamento permaneça por algumas boas semanas aqui na prateleira, conquistando meu olhar e curiosidade a cada dia, grão a grão. Mas quero agora criar um pequeno resumo das histórias que mais me impressionaram nesse primeiro semestre. Aliás, adorei esta essa tag de nome curioso! Não sei qual blog/Instagram foi o primeiro a postar, mas curti a ideia de um "Oscar Semestral da Literatura". Vamos lá então :)


1. Melhor livro que você leu até agora, em 2015
Empate técnico entre Nós (David Nicholls) e A Sorte do Agora (Matthew Quick). Mas prefiro não compartilhar agora os porquês desta escolha porque senão vocês logo logo enjoam do tanto de corações que dedico a estes moços.

2. A melhor continuação que você leu até agora, em 2015
Confesso que estou sempre atrasada com as sagas, mas queria muito ler (e ganhar!) os 87452907 lançamentos Star Wars deste ano <3

3. Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito
Casa de Praia com Piscina parece bem interessante! Mas ainda não tenho esse livro...

4. O livro mais aguardado do segundo semestre
A Menina da Neve, mesmo não sabendo se é um livro da categoria triste-com-tragédia ou chorável-de-tão-lindo. Realmente estou intrigada com o lançamento.

5. O livro que mais te decepcionou esse ano
Outro empate técnico, desta vez entre Por lugares incríveis e Um Dia. Apesar de serem histórias muito boas. E muito bem escritas! Mas meu 'gosto existencial' prefere histórias de superação, e não de relatos de irremediáveis tragédias (exceto A Culpa é das Estrelas, por ser perfeito e lindo e todos os demais adjetivos choráveis, clichês e sinceros que todos dizemos <3).

6. O livro que mais te surpreendeu esse ano
Quase uma Rockstar. Porque eu 'tava super achando que seria apenas um livro do tipo bem teen (ah, essas sinopses... ) mas aí o Sr. Quick transforma a maior das tragédias em uma história além do surpreendente. Sou fã do cara, não tem jeito.

7. Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre, ou que você conheceu recentemente)
Além dos já repetidamente citados, escolho Anthony Doerr, pois Toda a luz que não podemos ver é possivelmente um dos lançamentos de maior intensidade e poesia deste ano. Apesar de ainda não ter lido nem metade das páginas, creio que a narrativa seguirá cada vez mais humana, com coração demais, e sentimento demais. Recomendadíssimo!

8. Seu personagem favorito mais recente
Douglas Petersen, de Nós, por sua moral da história que diz que até o maior dos rabugentos-nerd pode ter - e compartilhar - um coração fiel, dedicado e especialmente humano.

9. Um livro que te fez chorar nesse primeiro semestre
Quase todos! :D Até Nora Roberts me deixou meio... emotiva em algum momento não diabético de suas páginas. Já pensou se leio Nicholas Sparks? 'Guento não, gente.

10. Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre
Todos da Rainbow Rowell. Porque a gente até se acha super durona e filosófica e tal mas, no fundo no fundo, o que a gente quer mesmo é um livro fofo com um final feliz.


E você, caro leitor, anima participar dessa tag e compartilhar as respostas com a gente? :)
4 comentários on "Tag dos 50% - Ou: O que aconteceu no meu primeiro semestre literário"
  1. Já me marcaram nessa TAG, mas ainda não respondi. Um pena que você tenha de decepcionado com UM DIA. É o meu livro amado da vida. Sobre Nós, do mesmo autor, só estou esperando ele chegar (estou contando os dias).

    Boas leituras aí, lindona.
    Bjux.
    - Diego, Blog Vida & Letras
    http://blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Poisé, meu lado "fofo da vida" queria ter lido um final menos hard pro Dex... O livro estava perfeito até o "ocorrido" da história... Confesso que não soube lidar com essa mudança na narrativa (que só é intensa no livro; achei o filme bem fraquinho...).

    Mas enfim, acredito que com o tempo (e com o estoque de literaturas-do-choque rs) eu consiga reler o Um Dia e entender melhor o David Nicholls, que é um cara que também já considero bastante :)

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Acho que Nicholas Sparks não tem o "dom" de fazerem alguns leitores chorarem, o livro que eu li dele Um Homem De Sorte, não causou esse 'efeito' de leitura como A Culpa É Das Estrelas, que foi o 2° livro que me fez chorar, coloco sempre em 1° lugar, o livro A Menina Que Roubava Livros... Espero que o livro 'Nós' seja uma leitura super legal, porque pelo visto, você amou o livro, não é ? kkk

    Bjs,
    Túlio -> Meu blog literário para você dar uma passadinha :D leitoresdivergentes1.blogspot.com

    ResponderExcluir

Custom Post Signature