Hipnotizada - Uma crônica de Regiane Medeiros

by - 07:49:00


Depois que a surpresa passou, eu achei que conseguiria me manter indiferente ao seu charme e ao seu perfeito uso das palavras, achei que conseguiria manter distância e não demonstraria o quanto você ainda me afeta... Mas não consegui resistir ao seu canto de sereio e, quando dei por mim, estava com um sorriso no rosto, abrindo suas mensagens e sentindo aquele frio na barriga de expectativa... 

Difícil não sucumbir à expectativa, mesmo sabendo que o caminho à frente já foi traçado por nós no passado. E não pense que me iludo achando que dessa vez pode ser diferente, porque não acho que vai, eu já reconheço o seu padrão de atuação. Mas é difícil me negar uma parcela, ainda que pequena, de alegria nesses tempos tão turvos. E é assim que me sinto ao falar contigo, alegre. Por motivos diversos e que a maioria das pessoas não vai entender, por isso nem tento explicar.

Mas não faz mal, o que me importa é como eu me sinto quando nos falamos... É como se você me enxergasse melhor do que quem convive de perto comigo e não faz ideia de como isso é libertador... Porque eu sei que com você posso ser eu mesma, e você não vai me recriminar ou julgar, algo que sei que aconteceria se fosse com outra pessoa. 

E hipnotizada por suas palavras, seu jeito de falar comigo e me estimular, eu vou seguindo o fluxo de nossas conversas, tentando não deixar meu imaginário me levar a querer mais do que sei que você está disposto a me dar. Até que ponto isso vai bastar eu não sei. Mas também não estou com pressa de descobrir. 

Só quero que esse sorriso, esse aqui no meu rosto que você provocou, continue aqui por enquanto, adornando minha face e meu estado de espírito.

Oh again
and again
Now I'm hyp
hypnotised
Yeah I lift
to a permanent high
Oh I'm hyp
hypnotised
It was dark
Now it's sunrise

Kaleidoscope EP, 2017

You May Also Like

4 comentários

Visitas