1001 Discos para ouvir antes de morrer | Editora Sextante

by - 12:33:00


O que seriam dos feriados sem uma boa trilha sonora, hein? Passei os últimos dias ouvindo discos que nunca imaginei gostar, assim como alguns que eu curtia há uns anos e que passaram a não ter a menor graça. Então, se você é como a gente e adora inventar playlists, certamente curtirá a enciclopédia dos 1001 Discos para ouvir antes de morrer! É claro que muitos álbuns e décadas nem sempre farão parte de seu top 10 ou 100 discos da vida, mas sempre é bom ter uma referência por perto pra quando bater aquela vontade de conhecer um som diferente.

Nesta edição enciclopédica da Sextante, você encontrará títulos dos últimos 50 anos, de diversos estilos, do rock ao pop, passando pelo rap, indie e muito mais. A seleção para a lista dos 1001 discos foi feita em 2006 por 90 jornalistas e críticos musicais e percorre a história da música entre os anos de 1955 a 2005. Impossível não ficar com vontade de conhecer um pouco desta seleção, não é mesmo?

Encontrei um site bacana onde você pode ouvir todos os 1001 discos sem precisar ficar caçando os albuns no Youtube; por enquanto, não é possível ouvir pelo celular, mas basta digitar http://www.radio3net.ro/play# no computador que a diversão é garantida!


Este é um print do site. Do lado direito, após selecionar um disco da lista geral, você acompanha todas as faixas disponíveis do album escolhido. No meu caso, tentei interagir com a memória grunge da minha juventude e, dentre os discos que ouvi, cheguei a conclusão de que o Nirvana, apesar de toda a importância para a minha geração, realmente não influencia mais a minha vida...

Outros discos icônicos que eu não achei graça (não porque são ruins, mas porque definitivamente não combinam comigo. Haters podem hate me nessa hora, eu entendo. Risos): 

The Clash - London Calling (1979)
Joy Division - Unknown Pleasures (1979)
Sonic Youth - Goo (1990)
New Order - Substance (1987)
Depeche Mode - Music for the masses (1987)
Incluo nesta lista também: Primal Scream, Talking Heads, Elvis Costello, Blondie, B'52s


Agora, bandas e discos que eu não prestava muita atenção, mas que finalmente entraram na minha lista pessoal dos 1001 discos:

The Who - My Generation (1965)
The Who - Who's Next (1971)
Eliott Smith - Eliott Smith (1995)
R.E.M - Document (1987)
The Police - Ghost in the machine (1981)
The Kinks - Arthur - Or The Decline And Fall Of British Empire (1969)


E claro, não poderiam faltar alguns discos que eu já curtia e que continuo achando muito bons:

Massive Attack - Blue Lines (1991)
Bon Jovi - Slippery when wet (1986)
Soundgarden - Superunknown (1994)
Oasis - (What's the story) morning glory? (1995)


Realmente, com tanta opção musical assim, precisaremos de muitos feriados pela frente pra dar conta dessa lista...

E você, já consultou alguma lista-manual de referência assim? Conta pra gente seus favoritos nos comentários <3


Michael Lydon

Os grandes discos lançados nas últimas décadas estão aqui: de What’s Going On, de Marvin Gaye, ao extraordinário álbum conceitual de David Bowie The Rise And Fall Of Ziggy Stardust, passando por inúmeros outros.

1001 discos para ouvir antes de morrer explora a fundo a história da música universal e apresenta ícones tão diversos quanto Beach Boys e Nirvana.

Além de álbuns e artistas já consagrados, você irá encontrar referências mais exóticas, como o Einstürzende Neubauten e o Aphex Twin.

Escrito por 90 jornalistas e críticos de renome internacional, este livro faz uma justa homenagem a todos aqueles que influenciaram o meio musical. Além de acompanhar o desenvolvimento da indústria fonográfica – dos discos de 75 rpm aos CDs –, você vai descobrir como os álbuns foram aceitos pela crítica e que impacto causaram no público.

Com saborosas histórias de bastidores, este livro revela também quais eram as influências de muitas bandas de sucesso. Você sabia, por exemplo, que o Velvet Underground foi uma grande fonte de inspiração para David Bowie, Joy Division, R.E.M. e The Strokes?

Que álbum teve seu lançamento atrasado como demonstração de respeito à morte do presidente John F. Kennedy? Em que Paul Simon se baseou para escrever “Mother And Child Reunion”? O que é a estranha participação de Paul McCartney em Rings Around The World, do Super Furry Animals? Leia e descubra.

Das canções dark e obscuras aos grandes sucessos populares, 1001 discos para ouvir antes de morrer abrange a história da música em todos os seus instigantes detalhes.

You May Also Like

1 comentários

  1. Eu até curto Joy Division quando estou na minha vibe adolescente revolts, mas já ao contrário de você acho os álbuns do Bon Jovi um tédio tirando uma ou outra mais famosa, Só pra registrar que Einstürzende Neubaten conheço também e é demais até pra mim, mas mostra que o livro é bem eclético!

    ResponderExcluir

Visitas